Após denúncia, irmã de Aécio Neves é presa e senador afastado deixa presidência do PSDB

O senador Aécio Neves, do PSDB, acusado de negociar R$ 2 milhões de propina com a JBS, foi afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal. A procuradoria-geral da República pediu a prisão de Aécio, mas o pedido foi negado pelo ministro Edson Fachin. Na manhã desta quinta (18), o tucano foi alvo de várias operações da Polícia Federal e sua irmã, Andrea Neves, foi presa em Belo Horizonte. Dois partidos no Senado já apresentaram pedidos de cassação de Aécio. Uma das linhas de investigação aponta que Aécio tentou obstruir a Operação Lava Jato.

Mais Letras e Vídeos

Deixe uma resposta