Chuvas e deslizamento deixam mais de 250 mortos no sul da Colômbia

O número de mortos depois das chuvas e deslizamento que atingiram Mocoa, no sul da Colômbia, subiu para 250, em balanço divulgado pela CNN e a BBC, na manhã deste domingo (02). Cerca de 1,1 mil estão mobilizados na busca de desaparecidos. O governo decretou estado de calamidade pública.

A Cruz Vermelha estima que 220 pessoas ficaram feridas. O site da rádio colombiana Caracol afirma que o número de desparecidos ainda está indeterminado. No levantamento da Cruz Vermelha divulgado no sábado (01), mais de 200 pessoas estavam desaparecidas. Devido ao elevado número de desaparecidos, o número de mortos pode subir bastante ainda.

A cidade de 45 mil habitantes, capital do departamento de Putumayo, ficou devastada depois de ser atingida por fortes chuvas na noite de sexta-feira (31). A CNN relata que o temporal, que começou às 22h30 (no horário local), foi tão rápido que as pessoas tiveram que correr para escapar da água.

Os rios Mocoa, Mulato e Sancoyaco transbordaram e muita terra foi arrastada até o centro de Mocoa, que fica perto da fronteira com o Equador e Peru. Pontes e estradas ficaram destruídas. Dezessete bairros foram afetados. Apenas com o nascer do dia as autoridades puderam ver a amplitude dos estragos. “Mocoa é uma capital desolada, sem água, sem luz, sem gás”, diz o jornal El Tempo.

O presidente Juan Manuel Santos foi à Mocoa para supervisionar os esforços de resgate e falar com as famílias afetadas. Fotos divulgadas força aérea mostravam ruas na vizinha cheias de lama e casas danificadas, enquanto vídeos de celulares nas mídias sociais mostravam moradores buscando por sobreviventes. Um vídeo publicado no Twitter mostra como ficou Mocoa após as fortes chuvas.

A Cruz Vermelha, o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Defesa Civil participam das operações de resgate. O trabalho das equipes de resgate é difícil, porque o acesso ao local é limitado. As únicas opções de transporte são avião e estradas precárias, de acordo com a BBC. (AG) 

Mais Letras e Vídeos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: