Notícias

Com políticos na mira, Operação Lava-Jato completa três anos

Nesta sexta-feira (17), a Lava-Jato completa três anos. A maior operação de combate à corrupção já realizada no País chega a um momento crucial com os 83 pedidos de inquérito apresentados nesta semana pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao STF (Supremo Tribunal Federal) para investigar políticos supostamente envolvidos com crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ao todo, já foram deflagradas 38 fases da Lava-Jato durante os três anos de investigação.

Desde o início das investigações, houve 198 prisões, entre temporárias e preventivas, de acordo com números da Justiça Federal do Paraná e do MPF (Ministério Público Federal). Em alguns casos, uma pessoa foi presa e, depois de ter sido liberada, foi presa novamente em outra fase da Lava-Jato.

Atualmente, 23 pessoas permanecem detidas em presídios. Entre elas, estão o deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT-SP), o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antônio Palocci (PT-SP). Há ainda outras 24 pessoas que deixaram a cadeia, mas que continuam monitoradas por meio de tornozeleira eletrônica. Entre elas, há investigados mantidos em prisão domiciliar.

Valores recuperados

De acordo com o Ministério Público, entre multas a empresas e pessoas investigadas, indenizações e recursos que eram mantidos no exterior, foram recuperados ou estão em fase de recuperação R$ 10,1 bilhões.

Além desse valor, atualmente encontram-se bloqueados por determinação judicial mais de R$ 3,2 bilhões em bens de pessoas investigadas. O MPF, porém, pediu, desde o início das investigações, o ressarcimento aos cofres públicos de R$ 38,1 bilhões.

Primeira instância

A Lava-Jato é inédita também pelo número de denúncias e condenações em primeira instância. Desde março de 2015, foram apresentadas 57 denúncias contra 260 pessoas. Desse número, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação, aceitou 23 denúncias, que tornaram réus centenas de investigados na Lava-Jato.

Oitenta e nove pessoas foram condenadas por Moro, algumas delas por mais de um crime. No total, o juiz aplicou 123 sentenças a investigados na operação. Desse número, apenas quatro pessoas conseguiram reverter a condenação na segunda instância da Justiça, o que representa 4,5% do total de condenados por Moro. (AG)

Mais Letras e Vídeos

Deixe uma resposta