Empresas com ‘nome sujo’ chegam a 4,9 milhões no País

O número de empresas inadimplentes e com o CNPJs negativado chegou a 4,9 milhões em janeiro, ou cerca de 60% das empresas em operação no País, segundo a Serasa Experian. Trata-se da maior quantidade já registrada desde março de 2015, quando o levantamento começou a ser feito.

Em um ano, aumentou em mais de 500 mil o número de empresas com o ‘nome sujo’. Em março de 2015, o País contabilizava 3,8 milhões de CNPJs com contas atrasadas. Em março do ano passado, eram 4,4 milhões. O recorde até então tinha sido registrado em dezembro de 2016 (4,8 milhões).

De acordo com a pesquisa, as dívidas atrasadas somam atualmente R$ 112,7 bilhões, o que representa uma média de R$ 23,1 mil por empresa devedora.

Diante do número recorde de empresas endividadas, a Serasa Experian realizará nos dias 21 e 22 de março o primeiro feirão limpa nome voltado a empresas. Chamado de “Encontro Serasa Recupera PJ”, a iniciativa pretende reunir, em São Paulo (SP), empresas e credores para renegociação de dívidas com descontos ou condições especiais.

“A longa e intensa recessão pela qual vem passando a economia brasileira tem debilitado fluxo de caixa das empresas, tornando a inadimplência do setor privado um dado preocupante. Se as empresas estão em situação ruim, com a inadimplência em crescimento e batendo recorde, a recuperação da economia e a geração de emprego também ficam comprometidas”, afirma Luiz Rabi, economista da Serasa Experian.

Inadimplência é maior entre empresas mais novas

Segundo a Serasa, a maioria das empresas que não conseguiu arcar com as despesas e entrou para a lista de inadimplência está no mercado entre 2 e 5 anos (33,2%); 25,2% delas estão em atividade entre 69 e 10 anos e 22,9% atuam há mais de 15 anos.

Dos 4,9 milhões de CNPJs negativados no país, 46,5% possui quatro ou mais dívidas; 8,3% possuem 3 pendências; 13,3% acumulam dois débitos em aberto, e 31,8% têm uma conta atrasada.

Entre as empresas inadimplentes, 58% devem para apenas um credor, 21,7% estão inadimplentes com três ou mais e 20,3% possuem dois credores.

O setor de serviços é o com o maior número de empresas negativadas: 6,2% do total. Comércio responde por 44,2%, enquanto a fatia da indústria é de 8,8%.

Com relação ao tempo das dívidas, 24,3% das empresas têm compromissos vencidos entre um e dois anos; 18,4% entre dois e três anos e 15% têm contas em aberto se arrastam há mais de 3 anos.

Feirão Limpa nome

O feirão para as empresas renegociarem suas dívidas com os credores será realizado nos dias 21 e 22 de março, no prédio da Serasa, na região central de São Paulo. Para participar, as empresas devedoras devem agendar atendimento pela internet no endereço www.serasarecupera.com.br.

As empresas inadimplentes também podem participar da versão online do evento entre os dias 20 e 24 de março mediante cadastro no site www.serasarecupera.com.br.

Mais Letras e Vídeos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: