Ouvir agora De vez em quando eu sinto Saudade Dela – Flavio Dalcin e Banda Ouro

De vez em quando eu sinto Saudade Dela

Flavio Dalcin e Banda Ouro

Eu vou contar das namoradas que eu já tive
Uma comigo não vive por causa da Internet
Eu to no Orkut, MSN, to na tela
Nosso amor foi de novela, minha senha era “Shrek”
Tava rolando romance, eu tava à toa
Namorando só as “boa” marcando encontro com as “bela”
No mês passado descobriu, falou xingando
Ou eu ficava teclando, ou ficava só com ela

De vez em quando eu sinto saudade dela
De vez em quando eu sinto saudade dela
Eu to teclando pros amigo e pras guria
Continuo noite e dia sentindo saudade dela

Eu namorei uma garota muito bela
Lá de Tenente Portela não deu certo, vou contar
Gosto de festa, de violão e cantoria,
Um certo dia a guria inventou de reclamar
Tinha ciúme do instrumento que eu tocava
Reclamou que eu não pegava mais tanto no “bojão” dela
Ficou tão braba me falou pegando a mão
Ou cantoria e violão, ou então ficar com ela

De vez em quando eu sinto saudade dela
De vez em quando eu sinto saudade dela
Era a mais bela lá de Tenente Portela
To tocando meu violão com um pouco de saudade dela

No ano passado tive uma namorada
Era linda, bem prendada, mas não deu certo também
É que eu sou louco por bailão, sou da noitada
No meio da mulherada sou festeiro e danço bem
Ela não ia, só queria ficar em casa
Queria que eu namorava sempre lá na casa dela
No fim do ano me falou quase chorando
Não tava mais agüentando, ou as noitadas ou ela

De vez em quando eu sinto saudade dela
De vez em quando eu sinto saudade dela
To nas noitadas no meio da mulherada
Curtindo grandes baladas, sentindo saudade dela

Eu namorei uma linda paranaense
Linda for patobranquense, faltou pouco pra casar
Mas o pai dela que é gaúcho do Erechim
Falou no Flavio Dalcin não dava para confiar
Falei que é isso sou um moço comportado
Na estrada sou diplomado, não convenci o pai dela
Um dia a moça me falou apavorada
Ou eu deixava da estrada, ou então deixava dela

De vez em quando eu sinto saudade dela
De vez em quando eu sinto saudade dela
Era a mais bela, verdadeira Cinderela
Vou viajando nessa estrada, sentindo saudade dela

 

Mais Letras e Vídeos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: