As Paredes Azuis / Aline / A Carta Milionário e Marciano

As Paredes Azuis / Aline / A Carta

Milionário e Marciano

Já se vai
Mais de uma semana sem você
E eu aqui lutando pra esquecer
Tentando enganar meu coração

Entre nós
Tudo se tornou um caso sério
E por fim foi terminar em adultério
Que muita gente chama de traição

Aqui todas paredes são azuis
Aquela mesma cor que escolhemos
Tudo ainda está do mesmo jeito
Apenas seu amor que hoje é menos
Resta uma saudade sem igual
Fumaça de cigarro em caracol
O gosto do seu corpo está na boca
Seu cheiro ainda está no meu lençol

Ontem retornei na areia
Branca e ardente
Então te esperei

Ouvi os teus risos
Que eram vindos
Que uma onda
Trouxe aos meus pés

E eu chamei, chamei
Aline, estou aqui
E eu chorei, chorei
Um mar só por ti
Aline

Estou escrevendo esta carta meio aos prantos
Ando meio pelos cantos
Pois não encontrei coragem de encarar o teu olhar

Está fazendo algum tempo
Que uma coisa aqui por dentro
Despertou e é tão forte
Que eu não pude te contar

Quando você ler eu vou estar bem longe
Não me julgue tão covarde
Só não quis te ver chorar
Perdão, amiga
São coisas que acontece
Dê um beijo nos meninos
Pois eu não vou mais voltar

Como eu poderia dar à ela essa carta
Como eu vou deixar pra sempre aquela casa
Se eu já sou feliz, se eu já tenho amor, se eu já vivo em paz
E por isso decidi que vou ficar com ela
A minha passagem por favor, cancela
Vá sozinha, não vou mais

Mais Letras e Vídeos

Deixe uma resposta